Seguidores

ESPALHO POEMAS EM SEU CAMINHO COMO FLORES PARA OFERECER-LHE MAIS BELEZA

domingo, 8 de dezembro de 2013

DESTINO



Risos de minha infância,
sonhos de minha juventude,
que mão inclemente
afogou-os em meu peito?
Hoje, com rosto inda jovem
e alma velha pela dor,
persigo em vão
a esperança
e espalho meus versos,
melodia triste
de meu coração!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MEU LIVRO DE POESIA

MEU LIVRO DE POESIA
MEU LIVRO DE POESIA