Seguidores

ESPALHO POEMAS EM SEU CAMINHO COMO FLORES PARA OFERECER-LHE MAIS BELEZA

sexta-feira, 8 de junho de 2012

POEMA DE MULHER


Não sei o que me arrasta:
Se o tempo, o vento ou o amor...
Só sei que, mesmo sangrando,
Sigo caminhando...
Os abismos e desertos,
Que vivem em mim,
Jamais saberei descrevê-los
Com a tinta dos grandes poetas...
Carrego uma ânsia incontida,
Que não sei explicar...
Viajo por mundos desconhecidos
E tenho sonhos coloridos
Com seres que não conheço...
Sou uma gota no oceano,
Um grão de poeira no cosmos...
Mas, seria o mundo o mesmo sem mim?...
Os soluços na garganta,
O grito sufocado,
A palavra amordaçada,
Por séculos sem fim...
Meu amor distribuído
Por uma humanidade sofrida,
História única e universal,
Escrita com sangue e lágrimas,
Sorrisos e segredos de janelas,
Varandas e alcovas,
Que fazem de mim um ser especial.
A mim coube a mais bela missão:
Dar à humanidade Vida
E aos cegos visão...

Um comentário:

  1. QUERIDA LÚ, POR CERTO, SEM A TERNURA DOS TEUS VERSOS, CÁ NÓS, RELES MORTAIS CAMINHARÍAMOS COM MENOS LUZ.
    ABRAÇOS ROMILDO E DANIEL

    ResponderExcluir

MEU LIVRO DE POESIA

MEU LIVRO DE POESIA
MEU LIVRO DE POESIA