Seguidores

ESPALHO POEMAS EM SEU CAMINHO COMO FLORES PARA OFERECER-LHE MAIS BELEZA

terça-feira, 29 de abril de 2014

SILÊNCIO


São mudos o nadir e o zênite.
Não há verso que possa exprimir
as grandes altitudes
e os profundos abismos
que vivem dentro do homem...
É num gesto mudo
e em mudos olhares
que a vida se contém,
o amor se comunica,
e ódio se deflagra
e o entendimento se faz.
Se meu instrumento é a palavra,
corro o risco
de não poder abrir a alma
e de não ser compreendido.
Mas, se tu amas,
terás ouvido a mensagem
no silêncio da noite,
no sileêncio de tua dor
e de tua solidão...
Mas, se não amas,
tu te perdeste
no turbilhão do mundo
e não poderás jamais
entender o silêncio do poeta!...

segunda-feira, 21 de abril de 2014

AMOR SEM FIM...

Na noite insone,
meu corpo inquieto,
hoje não mais desejado,
lembra, com saudade,
as carícias do passado...
Minha mente vagueia
por campos floridos,
onde teu amor enfeitava 
meu corpo que florescia
e minha alma que despertava...
Ah, amor, por onde andarás?
Em outras dimensões de mim lembrarás?
Acaso tu sentes essa imensa saudade
que me mata aos poucos
e me faz delirar
nessas noites sombrias?
Tu prometeste me amar
pela eternidade
e, às vezes, sorrateiramente,
sinto tua presença pelo meu quarto...
Será delírio?
Ou tu me visitas em noites insones
como um anjo a velar por mim?...


sexta-feira, 11 de abril de 2014

DESAMOR

O mundo em convulsão
e as pessoas com seus egos inflados
nem têm, às vezes, um coração,
que bata pelo outro preocupado...
Pobre ser humano,
fogueira de vaidades,
em suas tolas veleidades
esquece da vida a brevidade...
Se não há aprendizagem
e crescimento em humanidade,
terá sua vida perdida
e, logo, será esquecido...
Só vivem para sempre
os que semearam amor
e esses podem partir sem dor.
Porque o crepúsculo já´se anuncia
E já terminam as tarefas do dia...
Quem não fez de sua vida uma oração,
quem não propagou o Bem,
passou pela vida em vão...

MEU LIVRO DE POESIA

MEU LIVRO DE POESIA
MEU LIVRO DE POESIA