Seguidores

ESPALHO POEMAS EM SEU CAMINHO COMO FLORES PARA OFERECER-LHE MAIS BELEZA

sábado, 22 de dezembro de 2012

SOLIDÃO





Aqui estou,
sentada e cabisbaixa,
esperando o Deus-menino
a envolver-me com seu carinho
pois me sinto só na minha dor.

Tudo me foi tirado
e clamo como Jó
pela piedade do Senhor
para não me deixar morrer tão só.

Ah, vida, não posso dizer
que somente eu fiz o meu caminho,
pois quem me roubou todos os amores
para a zona sombria da morte?

Tenho sangrado por esta estrada
que não escolhi.
Mas tenho sido agraciada
por bênçãos que não mereci.

Mas, diga-me, ó Vida,
por que tenho que ser sozinha assim?
Sem o amparo de um ombro querido
A acolher minhas lágrimas de profunda saudade?

Tantos sonhos foram enterrados
com meus entes queridos
e hoje já nem sonho,
pois pra mim não há mais alvoradas...


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

RENASCER





Quero renascer, hoje:
Renascer das minhas limitações,
Dos meus erros,
Das minhas fraquezas,
Das minhas incoerências.
Quero desabrochar,
Vir à luz, tornar-me...
Eu quero renascer, Senhor!
Renascer para uma
Vida nova de amor,
De pensamentos generosos,
De um profundo respeito
Pela humanidade.
Uma vida de dignidade,
Fraternidade, solidariedade.
Quero uma vida
Onde tudo tenha sentido.
Uma vida sem discursos,
Sem boatos, mentiras, 
Falsidade ou corrupção.
Quero renascer, hoje, Senhor,
Porque sei que viver
É nascer e morrer a cada dia.
Mas, a minha fragilidade,
Os meus medos,
A minha insegurança
E a minha impotência
Me têm impedido,
Tantas vezes, de fazê-lo...
Hoje, quero medir-me pelo teu Amor.
Este Amor que é bússola,
Farol, porto seguro.
Este Amor que me abraça sempre,
Sem juízos e sem questionamentos.
Este Amor incondicional de Pai-Mãe
Que quero alcançar.
Este Amor que te levou a enfrentar
A dura caminhada terrestre.
Que te fez peregrino,
Perseguido, vilipendiado e escorraçado...

Ah, Senhor, ajuda-me a morrer
No meu egoísmo
Para que eu possa renascer
Na Luz do teu Amor profundo,
Que haverá de fazer de mim
Uma doação total e perene.

Quero, Senhor, renascer
Com tuas esperanças e tua fé.
Tua imensa fé no Homem.
Quero sofrer toda a dor
E toda a alegria
Do parto que te fez
E estar como tu,
Na manjedoura: humilde,
Serena e disponível,
Com a certeza de que tudo
Que é terrestre e celeste
Caminha com sentido!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

ESPERA DE AMOR





Quando a madrugada se anuncia,
Bem baixinho,
Teu nome eu pronuncio,
Com a esperança de que tua alma
Sondando a minha,
Também amanheça
Como a Estrela-Guia.
Esse amor que trago no peito,
Como um espinho,
Grita tão alto,
Mesmo quando te falo num cicio
É ele que me faz levantar,
Viver e esperar,
Como a Penélope de modernos tempos...
E, na janela, contemplando o belo dia,
Mando-te através do vento
Beijos, sussurros e gemidos...


MEU LIVRO DE POESIA

MEU LIVRO DE POESIA
MEU LIVRO DE POESIA