Seguidores

ESPALHO POEMAS EM SEU CAMINHO COMO FLORES PARA OFERECER-LHE MAIS BELEZA

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

PRECE DA GRATIDÃO


Desperto com o cantar dos passarinhos
E grata por ainda viver...
Se me tiras, Senhor, aos poucos, a audição,
Me fazes crescer a escuta interior.
Se me tiras a visão,
Me dás a capacidade de ver melhor
O meu interior e teu Reino Maior...
Se , hoje, meu caminhar é lento,
Aprendi a ir, bem depressa, 
Ao coração do irmão.
Ainda posso bailar,
Ainda posso aprender, 
E, mais que nunca, posso amar
Com um amor que não conhecia
E que a vida me ensinou
Um amor sem questionamentos,
Sem invasão,
Sem cobrança,
Sem expectativas.
Amo porque sou!
Sou Tua filha e Tua criação!
Com um sorriso no rosto sereno,
Caminho, lentamente, em Tua direção!
Obrigada, Senhor, pela Vida,
Obrigada pelas bençãos e pelas dores,
Obrigada, Senhor, por me fazeres gente!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

POETA-MENINA



Em mim a noite dorme,
As sementes germinam,
A terra lamenta.
Busco borboletas e flores
E minha'alma canta
Ansiando por serenatas,
Namorados no portão
E água pura da fonte!
Em mim o sol brilha,
As estrelas brincam
E o Infinito chama...
Como os rios
Também corro para o mar,
Pois ser gota é solitário
E o oceano vive em mim.
Sou poeta-menina
E sou chama ardente!
Sou sempre pássaro
Pronto pra voar!

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

DOENÇA DA ALMA!


Sofro de doenças incuráveis
Mal das lonjuras
E da dor da saudade
Ah, mal eterno de amor!
Sofro da doença da ternura
Compaixão das dores alheias
Sofro pelo mal da fome
Pelo mal das guerras
Pelo mal da terra...
Sofro por contemplar o mar
E pensar na incompreensão do infinito
Ah, eu sofro sim
E não conheço cura nem fim!

sábado, 15 de novembro de 2014

POEMA DA GRATIDÃO




Em ti, poeta,
Encontrei a pureza da criança
A luz da natureza pura,
As palavras e despalavras,
O caminho e os descaminhos,
O deslumbramento do banal
O encanto das noites quietas
A beleza de um milharal.
As pinturas de um muro qualquer
A meditação dos desvãos de um rio
E todo o encanto do mar
Tu foste mestre de tantos
E, mais que isso, mestre da vida,
Da simplicidade
E da felicidade.
Por isso e por tanto
És estrela na eternidade!

Em memória de Manoel de Barros, o grande poeta, que faleceu no Brasil, no dia 13/11/2014

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

GENTE


Sou pássaro e dia,
Sou musgo e semente,
Sou noite e silêncio,
Sou madrugadas frias
E a chuva benfazeja.
Sou raiz e frutos,
Sou florestas e magia.
Sou parte da Natureza
E do Criador.
Sou salmos e lamentos,
Sou dor e alegria.
Sou raiva e amor.
Sou verme e terra:
Sou gente!
Gente que sofre e labuta,
Gente que cria!

sábado, 1 de novembro de 2014

MEU CHORO



Choro,
E oro
Pelos sonhos perdidos
Pelos seres esquecidos
Por vidas sem sentido
Por deslumbramento
E alegria
Sim, eu choro
E por meus poros
A sensibilidade transpira
E a dor cochila
Enquanto a alegria transborda
O branco silencia
E o vermelho explode
O branco da paz
E o sangue da guerra
Sim, eu choro
E grito
E silencio
Em meu quarto frio
De paredes nuas
E coração em fogo...

MEU LIVRO DE POESIA

MEU LIVRO DE POESIA
MEU LIVRO DE POESIA