Seguidores

ESPALHO POEMAS EM SEU CAMINHO COMO FLORES PARA OFERECER-LHE MAIS BELEZA

domingo, 11 de março de 2012

TRISTE SINA


Neste fim de tarde
O fogo queima
E nas veias arde
Um amor que teima
em me torturar.
O corpo já caído
nada sabe do tempo
ainda clama por teu toque
Que me fazia gemer
Como gata no cio...
Ah, tempo inclemente,
Ah, caminho tão longo,
Ah vida sem pena!...
Hoje, triste,
só fico a recordar
E a pensar que jamais
voltarei a te encontrar.
Nunca outras mãos
Haverão de meu corpo tocar
pois sei que não hão de saber
afagar-me como tu
e nunca de mim outro grito
sairá da garganta trêmula
do prazer que somente tu
sabias me dar...
Ouves o canto da cotovia, amor?
No mundo já amanhece
e dentro de mim
Esta noite vazia
que teima em jamais terminar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MEU LIVRO DE POESIA

MEU LIVRO DE POESIA
MEU LIVRO DE POESIA