Seguidores

ESPALHO POEMAS EM SEU CAMINHO COMO FLORES PARA OFERECER-LHE MAIS BELEZA

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

VIDA



Aos tropeços pela vida tenho vindo,
Colhendo flores, pedras e espinhos...
Vivendo dias de amargura,
Noites de tempestade
E tempos de ventura...
Tenho amado e sido amada
E, muitas vezes, vibro deslumbrada
Já, outras, estou deveras cansada...
Às vezes pulo de anseio de viver,
Outras me encolho
No anelo de morrer...
Vida é beleza e tristeza,
Fé e descrença,
Desespero e esperança,
Certezas e dúvidas,
Chuva, sol, trevas e frio.
Sempre na corda-bamba,
Na navalha por um fio...
Vida que te amo,
Vida que te quero!
Tantas vezes te vomito...
Corres em meu sangue,
Dás cores ao meu grito.
Tu te tornas poesia
E palavras sem sentido
Naquilo que tenho escrito...
A gente vive, goza e sofre
E tenta jogar tudo em palavras,
Sons, formas e cores...
Mas Vida é coisa sem jeito
De tudo se aproveita,
Mas dela pouco sabemos
E ela vai me deixando
Sem saber se algo dela aprendi...

Um comentário:

  1. Olá querida Maria Luiza,
    Linda, linda esta poesia! Amei, amiga!
    Lindo, também, seu blog.
    Quero agradecer pela visita ao Recanto da Poesia.
    Obrigada, mesmo.
    Virei visitá-la mais vezes para sorver estas deliciosas poesias que você faz.
    Ótimo fim de semana e um afetuoso beijo.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir

MEU LIVRO DE POESIA

MEU LIVRO DE POESIA
MEU LIVRO DE POESIA