Seguidores

ESPALHO POEMAS EM SEU CAMINHO COMO FLORES PARA OFERECER-LHE MAIS BELEZA

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

O AMOR QUE NÃO ESQUECI...


Você chegou assim de repente
Com olhar tão quente
E palavras de amor...
Como se tivesse em sonhos
Me conhecido...
Ao sentir seu toque,
Meu coração chorou
Antevendo a despedida
Que fatalmente chegou.
E eu segui a vida,
Com um frio dentro de mim,
Lembrando com saudade
Aquele amor
Que nunca pude esquecer
Vivo como sombra
De mim mesma
Andando ao léu,
A lembrar seus beijos
Que um dia
Me mostraram o céu...
Quando o avião indiferente
A terra deixou
Meu peito em sangue
Se rasgou...
E um grito rouco
Clamou a dor
Que ninguém
Jamais escutou...
Talvez, hoje, você,
Assim como eu,
Perambule pelas estradas da vida
Indigente de um amor,
Cristal trincado
Pela saudade
Perdido na neblina
Do frio e impiedoso tempo
Que tudo carregou...

3 comentários:

  1. Maria Luisa

    De um amor que passou, a saudade sempre ficou. No poema, atraente o romantismo impera. Segundo me parece, é a primeira vez que trocamos comentários. Não obstante o poema me agrada imenso.
    Quanto ao poderes usar o meu poema, ficas desde já à vontade, com prazer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Maria Luisa

    Terei muito gosto que contactes: filatelia44@hotmail.com
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Querida Lu, hoje saboreamos com alegria,
    os versos desse lindo poema que se deramou
    com gentileza por esse imenso mundo inteiro...

    abraços, Romildo e Daniel

    ResponderExcluir

MEU LIVRO DE POESIA

MEU LIVRO DE POESIA
MEU LIVRO DE POESIA